Descendo a Serra até Peruíbe


Rock ON!!!

Vou resumir a viagem, ok?

Revisei a mala e consegui tirar algumas coisas. Mas esqueci de trazer o café solúvel.
Sair de São Paulo foi um inferno. Saímos às 13:35 e pegamos um trânsito monstro até chegar na Rodovia Imigrantes.

Paramos num lugar para tomar café, comi um bolinho de Bacalhau ótimo! Tinha muita neblina na estrada.
Dirigir com neblina é ruim. O trecho de serra foi tenso por causa dessa neblina. E de alguns motoristas malucos também que ficavam correndo. Tenso demais.

Quando chegamos na Rodovia Padre Manoel da Nóbrega, já no litoral, não tinha mais neblina, mas sim placas confusas de velocida: 80km/h e logo em seguida 60 km/h. Ficavam se alternando em trechos com menos de 300m cada! Um inferno e sem contar o GPS avisando sobre radares de velocidade, tudo isso e mais uma estrada com duas faixas, onde eu não podia ficar em uma e seguir, porque sempre vinha algum imbecil jogar farol nas minhas costas e colar na traseira do meu carro exigindo passagem. Mesmo eu estando na faixa da direita, que é para os carros lentos, ficavam fazendo isso.

Enfim, dada essa situação, surge um carro da polícia atrás de mim e me pede passagem. Dei a passagem. Logo ele emparelhou do meu lado, no carro tocando Love Walks in, por sorte não era algo mais pesado. A polícia fez uma série de sinais ininteligíveis, até que finalmente entendi que queriam que eu encostasse o carro. Parei.

Parei e tive que ouvir o policial dizer que eu estava dirigindo com desatenção! OOOOO QUÊEEE??? Justo eu! Desatenta!! Quem anda comigo sabe como dirijo, mas enfim. Parei, dei os documentos do carro, um dos policiais revistou o veículo a procura de drogas (afina, eu com bandana de caveira na cabeça e camiseta de banda, com minha mãe no carro e no banco de trás cheio de travesseiros é algo bem suspeito.

Enfim, depois de ouvir o sermão do guarda por eu estar desatenta, consegui descobrir com ele qual o limite real da via e ainda o elogiei pelo trabalho prestado. Aha, sim, de fato, seria muito bom que eles fiscalizassem também aqueles motoristas que se drogam, que correm, que bebem, mas enfim, eventualmente erram o tiro e pegam a asmática aqui, que se botar um cigarro na boca, morre instantaneamente! rs Acontece.

Bom, nos perdemos para entrar Peruíbe, pois foi logo depois desse pequeno stress com a polícia. Fiz um retorno e achamos fácil a Colônia. O pessoal daqui é muito educado, mas o sinal de internet é ruim. Aliás, onde o meu 3G da TIM anda bom, né? Convenhamos, até que está bom.

O quarto tem 3 ambientes: um pré-quarto, que chamei de ‘meu cafofo’, onde tem uma cama com vista para um matinho. Uma janela no chão, muito esquisita e meio claustrofóbico. Minha mãe ficou com o quarto com cara de quarto, tem até quadro na parede. A tv fica na parte dela, o carinha daqui não sabia achar a configuração de TV a cabo, mas felizmente, eu achei. Estou vendo o History Channel no momento que escrevo.

Demos uma volta pela cidade agora a noite para comprar algumas coisas no Extra, afinal, quarto de colônia não vem aquelas gordices de quarto de hotel, né?

Também passamos numa feirinha que tem aqui, eu fiz 3 tatuagens de Henna, que é para ir me acostumando a ter desenhos na pele, quero fazer de verdade e considero a Henna uma boa experiência. Fiz um dragão com o símbolo de infinito no braço, um símbolo pagão no pulso e um arco de sagitário na perna. Três locais interessantes para tatuar.

Também comprei brincos novos, muito legais, um chaveiro abridor de garrafas com meu Twitter gravado (@prissguerrero). E compramos doces na feirinha. Depois fomos jantar numa cantina, comemos um nhoque ao quatro queijos muito bom.

Depois voltamos para a colônia. O ruim daqui é que o carro fica na rua. No caso, ficou do outro lado da rua. Quando voltarmos a SP, terei que levá-lo para um banho completo, já tô vendo!

Também mandei mensagens para a Pri, ela gravou a aula de hoje para mim. Muito grata, Priiii!!! Mas achei bem engraçado vc escrevendo que “ainda estava na sequestraria”. ahahah, Era secretaria. Valeu mesmo!

O tempo aqui está meio fechado, então acho que ainda amanhã não vai dar praia. Ah, descobri que estou perto de praia de surfistas, a praia do Arpoador e vários outros pontos turísticos de Peruíbe. Muito bom, né? Amanhã vai ser um passeio exploratório logo após o café da manhã.

About Priss Guerrero

Ilustradora e redatora do Rock Me ON. Aceito encomendas para ilustrações e tratamento de imagens. Contato: @prissguerrero1
This entry was posted in Tiras. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s