Roosevelt, The Hard Rock Band!


Rock ON!!!

Um dos propósitos deste blog é comentar sobre shows, afinal, o nome é Rock Me ON!!! Ou seja, não falar de pelo menos uma banda por ano chega a ser um verdadeiro sacrilégio musical!

Bom, para não deixá-los famintos, vou falar de uma banda, que ainda não é famosa, mas que pelo que vi, tem tudo para estourar e se tornar um verdadeiro monstro nas paradas! Ok, talvez eu exagere um pouco, mas os caras são bons mesmo!

Estou falando da banda Roosevelt THRB, The Hard Rock Band! Ok, uma banda com nome e sigla não é todo dia que se vê e para ser sincera, no momento não me lembro de nenhuma outra que tenha isso! Mas enfim, vamos ao que interessa: o que essa banda tem de tão especial e como foi o show?

Guardem bem essa imagem!

Guardem bem essa imagem!

O show, primeiro do ano, aconteceu dia 15 de janeiro deste ano, no Snooker Rock Bar, lá na Alameda dos Aicás, 1245, que fica em Moema. O resto você procura no Mr. Google, ok?

O lugar tem um ambiente amigável, muito bacana para passar o tempo, um barzinho com sinuca e um serviço de mesa muito bom. Foi difícil manter o copo vazio, se dependesse do garçom, acho que voltaria de ambulância para casa, rs. Os preços são um pouco salgados, quando comparados aos do Black More, uma casa de Rock da região, mas enfim.

Local pequeno, mas bacana!

Local pequeno, mas bacana!

Para esta aventura contei com a companhia de minha amiga Helen e do Arthur, seu marido, que chegou atrasado e perdeu dois blocos de show! Aham, a banda se apresentou das 19h às 22h, perfazendo um total de 3 blocos musicais, com intervalos médios de 15min, afinal, eles são humanos e merecem descansar, né?

O convite para ver a banda partiu de meu amigão, aliás, primaaaão, o Marcus, batera da Roosevelt, que diga-se aqui, quando o conheci no SENAI, apenas dizia que quando acabássemos o curso, que iria tocar bateria. E eu sequer podia imaginá-lo numa, afinal, quase 2m de altura, como pode??? WTF, enfim, ele fez e agora toca muito bem!

Marcus Quintella, o baterista!

Marcus Quintella, o baterista!

Aliás, tão bem que fica difícil imaginar que em apenas 2 anos de estudos já esteja num nível muito bom. [Não infle seu ego, você ainda não é um Aquiles Priester, mas um dia chega lá! Rs]

A banda ainda é composta por dois guitarristas, o base Alan Simon Bravo e o solista Dido Gunner, o baixista oficial e que no dia encarou o back vocal por estar impossibilitado de tocar, Menson Cerri, o baixista convidado, Daniel Villiger Silveira e o vocalista Lucas Zeni Melo [em tempo, esta semana foi anunciada a sua saída da banda, que já procura um substituto!]

Roosevelt THRB!

Roosevelt THRB!

Contando com um público pequeno, mas cativo, formado por familiares e amigos, a banda iniciou o show com o seguinte set list:

Nightrain [Guns N’ Roses]
Detroit Rock City [Kiss]
Rock You Like a Hurricane [Scorpions]
Sweet Child o’mine [Guns N’ Roses]
18 an Life [Skid Row]
Smoke on the Water [Deep Purple]
Knocking on the Heavens Door [Guns N’ Roses]

Confesso que fiquei perdida nas músicas do Guns N’ Roses, nunca fui fã deles, mas uma ou outra eu já tinha ouvido, né? Rs. Gostei muito de Detroit Rock City e acho que eles deveriam ter aberto com esta música, pois o público também vibrou mais com esta, afinal, trata-se de um clássico!

Galera mostrando para o que veio!

Galera mostrando para o que veio!

O áudio estava bom, mas os vocais ficaram abafados neste primeiro bloco e mal se ouvia o Lucas. Dei um toque nisso para o Marcus e do segundo para o terceiro bloco, fizeram os ajustes necessários.

É diferente tocar para um ambiente vazio e para outro cheio, podem ter a falsa impressão de microfonia ou ecos indesejados, por isso, quando as bandas crescem, digamos assim, é necessária a presença de um técnico de som, para que ele vá ajustando o áudio à medida que decorre o evento. Sim, meus caros, Rock Me ON!!! Também é informação! Rs

O ângulo que peguei as fotos não estava bom. Mas o show foi ótimo!

O ângulo que peguei as fotos não estava bom. Mas o show foi ótimo!

Uma das coisas que gostei nesta banda e que pouco vejo em bandas brasileiras é a ‘presença de palco’. Não sei por quê, mas o metal brasileiro toca duro, como se estivessem fincados no chão e como se isso fosse regra.

A Roosevelt teve uma boa presença de palco, apesar de não haver um, rs, afinal, estavam no mesmo patamar do público, mas por seu desempenho, conseguiram criar um ‘palco virtual’ por assim dizer e me impressionaram bastante com uma performance similar a que eu vi da banda finlandesa Tarot.

Da esquerda para direita: Marcus, Daniel, Menson, Simon e Dido. O vocal... bem... o vocal saiu! [tadá-tum-tiss!!!]

Da esquerda para direita: Marcus, Daniel, Menson, Simon e Dido. O vocal... bem... o vocal saiu! (tadá-tum-tiss!!!)


Por apresentar um show cover, estavam bem ensaiados, não percebi notas erradas [e olha que sou crica para isso! Peguei notas assim até do Rafael Bittencourt e do Confessori!]. Tocaram com coerência, sem perder a cadência, souberam e respeitaram cada música. Isso é ótimo para os fãs!

O segundo bloco, em minha opinião foi o melhor, pois contou com:

Forever [Kiss]
Back in Black [AC/DC]
Dr Feel Good [Mötley Crüe]
Even Flow [Pearl Jam]
We All Die Young [Steel Dragon]
Fall to Pieces [Velvet Revolver]
In a Darkened Room [Skid Row]

Daniel, o Baixista  convidado: categoria e estilo!

Daniel, o Baixista convidado: categoria e estilo!


Claro, para variar, um setlist desconhecido para mim, porém foi o que mais gostei! Só acho que deveria ter mais do AC/DC… claro, to puxando brasa pro meu peixe! Gosto não se discute!

Neste ponto seria de se esperar músicos exaustos e a qualidade caindo, mas não com a Roosevelt: o pessoal estava com muita energia e cheio de vontade para entrar para o terceiro bloco!

O atual ex-vocalista Lucas e o guitarrista Alan Simon.

O atual ex-vocalista Lucas e o guitarrista Alan Simon.

Lá fora chovia, tempinho chato para caramba e finalmente chegou o Arthur, esposo da Helen, todo molhado, para curtir o último bloco.

Arthur ficou impressionado e elogiou bastante a banda. Helen também curtiu, diga-se de passagem, adoramos o programa diferente!

Para fechar a noite, de domingo e nos preparar para uma segunda-feira complicada, afinal, acordar cedo e trabalhar depois de uma noitada dessas fica bem complicado, temos o setlist do terceiro bloco composto por:

Don’t Cry [Guns N’ Roses]
Fool for Your Loving [Whitesnake]
Dream On [Aerosmith]
We’re Not Gonna Take It [Twisted Sister]
Breaking the Law [Judas Priest]
You Give Love Bad Name [Bon Jovi]
Paradise City [Guns N’ Roses]

Preciso dizer? Então, pulando a parte do meu desconhecimento musical [preciso ampliar meu setlist particular!] foi uma apresentação tão boa, tão bacana e legal que quando, timidamente o vocalista anunciou o fim do show, a casa veio abaixo e o povo pediu bis!!! E teve seu bis! E agora nem me lembro mais o que cantamos, rs!

Mas sei que gostei muito do que vi e até ganhei a palheta do solista Dido [valeeeu! 0/] que está junto com minhas outras palhetas de: Zack Hietala, Felipe Andreoli, Ricardo Primata e Rafael Bittencourt. Uma coleção pequena, admito, mas de peso!

A Banda Roosevelt merece ser vista, então fiquem ligados na agenda deles pelo Facebook: http://www.facebook.com/Roosevelt.THRB?sk=info e acompanhe sua performance no canal do Youtube: http://www.youtube.com/user/BandaRooseevelt/featured e torçam para que consigam um novo vocalista logo!

Ainda estão no começo, mas já têm um bom material e um estilo que precisa ser desenvolvido em conjunto, talvez o grande segredo das maiores bandas seja este: ser um grupo que goste daquilo que faz, que faça com alegria e diversão, mas que sobretudo entendam que o que possuem é um negócio e como tal, se administrado com cuidado, irá gerar muitos lucros!!! Mas até lá, a caminhada será longa, portanto, não desanimem e Keep Rock Rocking Roll!!

Se beber, não dirija! Por isso eu fui de metrô! Olha o sacrifício!!! Eu  usando o transporte público!!!

Se beber, não dirija! Por isso eu fui de metrô! Olha o sacrifício!!! Eu usando o transporte público!!!

É isso! Espero que tenham gostado, um post rápido, mas sincero e honesto.

Rock OFF!

—-
Galeriazinha para vocês:

About Priss Guerrero

Ilustradora e redatora do Rock Me ON. Aceito encomendas para ilustrações e tratamento de imagens. Contato: @prissguerrero1
This entry was posted in Música and tagged , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s