Afro Samurai: sangue do começo ao fim!


Rock ON!

Oi, pessoal!

Inauguro aqui uma categoria no Rock me ON: vinoGO. E o que seria essa nova ‘cat’? Simples: vou postar aqui as coisas que ando assistindo no meu PSP GO, rs. Daí juntei tudo numa palavra só e ficou: vinoGO.

E para balançar geral, quero falar sobre um anime fantástico chamado AFRO SAMURAI. Isso mesmo, AFRO, de negão mesmo, com direito a black power, música hip-hop, muito sangue, pistoleiros, robôs e limonadas! Além disso, são raras as histórias com personagens negros e temos que aproveitar bastante quando eles aparecem, pois são sempre personagens incríveis e dignos de nota!

Afro Samurai

Afro Samurai: E aí? Vai encarar?

O que mais gostei neste anime foi o traço: rápido, de tirar o fôlego mesmo, uma arte bem diferente do que estou acostumada a ver. Além disso, o audio também é ótimo. Não curto hip-hop,  mas a escolha das músicas para as cenas foi muito bem arranjada e a dublagem, em inglês, conta com o experiente ator Samuel L. Jackson dando vida ao Afro e ao Ninja-ninja, uma espécie de escudeiro, que é um personagem para lá de especial!

Samuel L. Jackson e o Criador de Afro Samurai, Takashi Okazaki

Samuel L. Jackson e o Criador de Afro Samurai, Takashi Okazaki

 Pesquisando por aí, descobri que Afro Samurai surgiu em 2007 e já foi exibido em vários países. Muito rápido, mas a magia de sua história justifica isso, vou expor algo aqui.

As aventuras de Afro Samurai se passam num mundo estranho, onde o velho-oeste norte-americando, o Japão feudal dos Samurais e a nossa era moderna se fundem e se complementam, harmonizando-se e criando uma coisa nova, não vista em outros animes. Espadas, celulares, máquinas a vapor, super tecnologia, técnicas antigas de luta: tudo isso e muito mais em Afro Samurai.

Imagine a cena de um samurai enfrentando um robô e logo em seguida um pistoleiro, daqueles de filmes de bang-bang surgindo e detonando tudo com duas pistolas e técnicas de luta alucinantes, onde velocidade e levesa das cenas são de uma fotografia fabulosa. Conseguiu isso? Takashi, o autor de Afro Samurai conseguiu, deu vida a esse mundo e compartilhou conosco.

Este anime é recheado de cenas de sangue, violência, sexo, ação, cabeças cortadas e dilemas cruéis. É denso sem ser chato e vou tentar explicar um pouco do anime aqui!

Afro Samurai Vs Teddy Bear??

Afro Samurai Vs Teddy Bear??

[Atenção: a partir deste ponto, pode conter Spoilers!]

A história é bem simples:

 Há duas bandanas: número 1 e número 2. Quem possuir a número 1 é considerado o melhor de todos, praticamente um Deus. E apenas aquele que possuir a de número 2 pode desafiar o número 1 e assim, obtê-la. Só que sendo o número 2, todos podem desafiá-lo, então sua vida será uma eterna batalha e essa é a bandana que mais passa de cabeça em cabeça, ehehe.

A bandana de número 2 significa uma só coisa: Sangue!

A bandana de número 2 significa uma só coisa: Sangue!

O pai de Afro Samurai era o dono da número 1, quando foi desafiado pelo pistoleiro Justice, o dono da número 2. O pai de Afro perde a batalha, a bandana, a cabeça e por consequência, óh, a vida! E tudo isso na frente do pequeno Afro. Então,  Justice passa a ser o número 1 e deixa claro ao pequeno futuro samurai que está esperando para a vingança.

Afro fica com a bandana número 2, mas isso é por pouco tempo, pois alguns outros guerreiros errantes a tomam dele, quase o matam; mas Afro é encontrado por um grupo de crianças órfãs, que o levam para o dojo onde moram. Lá ele recebe educação, é treinado como samurai e cresce obstinado por ser o ser o número 2, para assim encontrar o número 1 e vingar seu pai.

Bom, ele consegue: torna-se o número 2 (pulei um bom pedaço da história aqui, rs) e sai em busca da bandana número 1. Na verdade, ele não quer a bandana, quer apenas acabar com a vida do assassino de seu pai. Obter a bandana é apenas consequência disso tudo.

Batalha do começo ao fim!

O pistoleiro/samurai Justice Vs Afro Samurai

Em sua jornada como número 2, Afro conta com a ‘ajuda’ de um cara muito legal chamado Ninja-ninja. Preste atenção nele: é um personagem chave, além de ser uma amostra do talento como dublador do Samuel L. Jackson. Ninja-ninja é um malandro, sacana, grosseiro, medroso, divertido, enfim, é o cara que está sempre ao lado do Afro, mesmo com os vários “Cale a boca!” que recebe, não para, e é essa a beleza da coisa: o amigo fiel. (rs)

Ninja-ninja

Ninja-ninja curtindo uma ao lado do Afro.

Eu podia passar horas escrevendo sobre essa aventura de apenas 5 episódios com cerca de 20min de duração cada, mas eu prefiro deixar que você veja o anime. Procure no Google, no Youtube, ou ainda, compre os DVDs. Vale a pena!

Mas e o robô e a limonada, eu não vou falar? Não, não vou! Assista o anime e descubra por que eu citei isso no post! =D

E além do mangá, anime, ainda tem game dele! Que em breve meu amigo Guilherme Galdino, vai escrever uma resenha! hehehe

Afro Samurai e Ninja-ninja
Afro Samurai e Ninja-ninja

Rock OFF!

About Priss Guerrero

Ilustradora e redatora do Rock Me ON. Aceito encomendas para ilustrações e tratamento de imagens. Contato: @prissguerrero1
This entry was posted in Telona e Telinha and tagged , , , , , , , , , , , , , . Bookmark the permalink.

4 Responses to Afro Samurai: sangue do começo ao fim!

  1. O mangá é ruim, muito corrido e a história não termina. Mas no mangá, diferente do anime (pelo que você descreve, eu não assisti para saber), há 7 bandanas, e o trabalho todo do Afro é justamente derrotar todos os 6 antes do pistoleiro. O Ninja-ninja parece só um chato no mangá, não ajuda em quase nada e as vezes até atrapalha. Fora o traço, que em alguns momentos torna a história incompreensível.

    Vale pesquisar o que surgiu primeiro, mas costumo crer que o que surge primeiro é sempre melhor, e o que vem depois é pior, por isso acredito que o mangá veio depois do anime. Outra possibilidade é anime e game terem surgido juntos e complementares, e o mangá ser um subproduto nojento. Enfim. Não leia o mangá. São dois volumes em minha coleção de mais de mil que se eu nunca tivesse comprado não seria triste.

    • Rock me ON says:

      Opa! Então, as informações são bem desencontradas sobre o ano de lançamento, fiquei com o ano citado por uma reportagem de um blog americano. O anime é bem corrido mesmo e ficam várias lacunas sobre outras bandanas, pois no final o Justice mostra várias cabeças com outras bandanas, que ele mesmo diz que derrotou pq estava colecionando… Achei o Ninja-ninja divertido, ele é basicamente um tipo de “consciência” do Afro. Enfim, vou seguir seu conselho e não ler o mangá, rsrs.

  2. RUBEN says:

    eu_nao_entendo_uam_coisa_se_eu_nao_me_enga_no_episodio_5_o_pistoleiro_mostra_vrias_bandanas_mais_no_anime_diz_so_ter_dua_a_numero_1_e_a_2_entao_como??

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s